10 Motivos para Meditar

 

Muito além do “silenciar a mente”

Há cerca de 10 anos comecei a meditar, hoje é ferramenta fundamental de equilíbrio na minha vida, por isso recomendo.

Quando comento que sou praticante de meditação, a maioria das pessoas reagem dizendo: não consigo meditar, de jeito algum, este negócio de não pensar não dá certo.

Porém, algumas pessoas se interessam, ou porque também são praticantes ou porque querem experimentar e entender quais são os benefícios na prática.

Para estas pessoas, que despertaram sua curiosidade para a meditação, aponto os 10 principais motivos que me fazem permanecer na prática.

Vamos para os motivos

  1. Estado de presença– capacita a observar experiências de uma maneira não-reativa, melhorando a percepção e o foco. Observar, sem julgamento ou juízo de valores, permite a compreensão de que os pensamentos e sentimentos são passageiros.
  2. Mais empatia e compaixão pelas pessoas– diminuí a emoção negativa, melhorando a resposta ao sofrimento do outro.
  3. Reduz o stress e aumenta o bem-estar– amplia a defesa do organismo e com isso equilibra, corpo, mente e alma.
  4. Melhora a saúde e longevidade– estudos apontam, que o aumento significativo da enzima telomerase, que age diretamente sobre as células do sistema imunológico, é o responsável por promover a longevidade nas células.
  5. Propósito de vida– ver a vida como significativa, valiosa e alinhada com metas e valores de longo prazo.
  6. Controle percebido– aumento do controle sobre a vida e arredores.
  7. Diminuí o risco de doenças cardíacas– devido ao relaxamento proporcionado e desaceleração e da diminuição da oxigenação no corpo.
  8. Alívio das dores crônicas– além do relaxamento, aprender a encarar a dor e não deixar que ela o limite, aprender a não sofrer com a dor.
  9. Ansiedade e síndrome do pânico– ajuda a pensar de forma mais racional e a encarar os problemas sem julgamentos, dando para eles o tamanho que eles têm.
  10. Aumento da sensação de felicidade– pois ocorre aumento na produção de endorfina.

Logicamente, tudo isso colabora significativamente no meu desenvolvimento pessoal e espiritual.

São benefícios que se colhe com a prática continuada da meditação, que pode ser realizada dentro de diversos métodos e formatos, sendo seus benefícios semelhantes.

Atenção! Nenhum tratamento médico deve ser abandonado pela prática da meditação, ela deve se dar como uma pratica complementar.

Por favor, não acreditem no que escrevi, experimentem e tirem suas conclusões, abaixo algumas referências, incluindo pesquisas científicas.

“POR ISSO NÃO ACEITE UMA INFORMAÇÃO APENAS PORQUE ALGUÉM AFIRMOU SER VERDADE, MAS APENAS SE ESSA INFORMAÇÃO ENCONTRAR ECO EM SUA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA. E QUANDO ISTO OCORRER, VOCÊ DEVERÁ AGIR DE ACORDO COM O QUE ACREDITA.”

Marcos Netter. Respiração e Poder Mental – Pranayama, relaxamento e meditação

Referências: 

(1) The Shamatha Project, Center for Mind and Brian
(2) Judson Brewer, mindful addiction doctor – A simple way to break a bad habit
(3) The Lazar Lab, Harvard University
(4) David DeSteno – The Morality of Meditation

Fonte: Blog Maria Te Viu

No comments

Carla Riso

25 anos de experiência na função de Gerente e Diretora de Marketing, elaborando e executando estratégias e iniciativas de Marketing, Mídia & Estratégias Digitais integrados, incluindo branding, digital, e-business, CRM, on-line, mídia social, através de técnicas de “cross-functions” com análise em tempo real, no Brasil e no exterior. Acostumada a provocar a expansão da carteira de clientes através da inclusão de Leads, do retorno de inativos e a fidelização; com aumento da intenção de compras em todas as linhas de negócios, do ROI e da receita.

Carla Riso10 Motivos para Meditar

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *