COMO SOBREVIVER EM TEMPOS ADVERSOS!

 

 

A crise econômica brasileira é sentida por toda a sociedade, em maior ou menor impacto. Inflação prevista de 7,3%, o desemprego atingiu 11,3% de sua força de trabalho, representando 11,6 milhões de desempregados e PIB negativo em torno de 3,4%.

Essas simples constatações revelam a dificuldade que as empresas e por consequência a população estão enfrentando desde o começo da crise, em 2014. Para sobreviver, as empresas têm passado por redimensionamento de pessoal, e busca constante de inovações.

Mas o que fazer?

Segundo Renato Kuymjian, especialista em empreendedorismo. “o primeiro passo a ser dado é levantar e analisar todas as informações relacionadas a qualquer etapa da empresa que tenha relação com dinheiro. É preciso conhecer todos os processos do negócio: contratos em vigor com fornecedores, as contratações, as ferramentas de marketing, etc.”                                                                                               

É necessário saber como aumentar as margens de lucro sem adotar nenhuma nova medida, apenas reorganizando a empresa como está. Isso deve ser feito sem prejudicar a qualidade do produto ou serviço oferecido. Cortar custos sem pensar na qualidade é ter prejuízos relacionados a perda de clientes e de credibilidade, o que mina qualquer chance de crescer.

O planejamento deve incluir o conhecimento do perfil do consumidor, quais produtos ou serviços ele contrata e quais os mais e menos buscados. O empreendedor também deve analisar os valores relacionados a esse consumo e como a concorrência tem se relacionado com os consumidores. Com isso, é possível adotar medidas para melhorar a relação com os clientes e oferecer produtos ou serviços melhores, ou mesmo ampliar o leque de produtos ou serviços, trabalhar com fidelização e a busca de novos clientes.

Portanto, inovar pode levar uma empresa a um novo patamar, levando os clientes a perceber valores agregados ao produto ou serviço. Inovar nem sempre envolve custos, mas sim repensar o negócio em sua origem. É preciso se distanciar do problema e olhá-lo sob nova perspectiva.

Cuidado com os preços. Um bom preço, além de trazer rendimentos, pode ser uma importante ferramenta de fidelização e marketing. Mas é preciso lembrar, que preço muito baixo pode atrair mais clientes, mas também não suprir as necessidades financeiras da empresa. De outro lado, um preço muito alto, apesar de aumentar as margens de lucro, podem afastar clientes ou diminuir seu poder de compra. Todos os custos para operação, os benefícios oferecidos aos clientes devem ser analisados antes de estabelecer seu preço.

Tenha sempre como parâmetro, que a formação de preços deve atender pontos essenciais pré-definidos, como por exemplo: a) Não pode decorrer de tentativa e erros diante da incerteza do mercado; b) Retorno sobre investimento; c) Melhor conhecimento e rateio preciso de custos indiretos; d) Noção comparativa: custo com uso pleno da capacidade instalada versus custo da capacidade efetivamente utilizada; e) Consideração das depreciações econômicas necessárias; f) Encontro do preço de equilíbrio – Fideliza clientes e traz resultado ao negócio

 

João Bosco Suzano Giantaglia, com mais de 30 anos de experiência, é administrador de empresas, com pós graduação em administração geral, financeira, tributária, custos e recursos humanos. Formação em Personal e Professional Coaching e Practitioner em Programação Neurolingüística. Email:.jsgiantaglia@gmail.com

No comments

Carla Riso

25 anos de experiência na função de Gerente e Diretora de Marketing, elaborando e executando estratégias e iniciativas de Marketing, Mídia & Estratégias Digitais integrados, incluindo branding, digital, e-business, CRM, on-line, mídia social, através de técnicas de “cross-functions” com análise em tempo real, no Brasil e no exterior. Acostumada a provocar a expansão da carteira de clientes através da inclusão de Leads, do retorno de inativos e a fidelização; com aumento da intenção de compras em todas as linhas de negócios, do ROI e da receita.

Carla RisoCOMO SOBREVIVER EM TEMPOS ADVERSOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *